Maria Ivone Vairinho e Poetas Amigos

Junho 30 2009

Em qualquer lugar deste débil mundo
Onde gente houver, há suor há labuta,
Há gente boa, gente no submundo,
Há gente que doa, há gente que luta.

 

Se teu ideal for breve, ou se profundo,
Não te deixes ludibriar p'la escuta,
E nem p'lo mal que do alheio oriundo.
Vai!  Ergue-te na Fé, co'Ela desfruta;

 

Ama ao próximo! Sim, como a ti mesmo!
Sábias palavras, Jesus pronunciou,
Ele, como exemplo Maior, nos deixou!

 

Mas o Homem persegue o tino a esmo,
Olvida e sempre alheio ele rotulou...
Sua pobre vida e em guerras afundou!


Março-2008
Veleiro de Saudades

publicado por Cecilia Rodrigues às 19:07
editado por mariaivonevairinho em 29/08/2009 às 19:13

Junho 30 2009

  O GIVAC  - Grupo de Intervenção Cultural e Artística de Viseu, responsável pela edição da Revista Anim´Arte, no dia 23 de Junho procedeu à entrega dos Prémios Anim´Arte 2008.

 

O Prémio Revelação   foi atribuído a CLÁUDIA BORGES, nossa associada, com 17 anos de idade, com quatro livros de poesia já publicados (Pegadas do Meu Ser, em 2004; Acreditar em Mim, em 2005; Instinto, em 2006; Malmequeres os Lábios Molhados, em 2007).

 

Cláudia Borges considerou o seu prémio como "um estímulo para a geração mais nova".

 

Para ver notícia mais pormenorizada e foto de Cláudia (4.ª) clicar em

http://www.faroldanossaterra.com/?p=9283&cpage=1#comment-1310

 

Relativamente ao livro infantil "O Pucarinho  Mágico" que  ofereceu à APP,  o Grupo da Escola que apresentou  este bonito trabalho, em que esteve integrada Cláudia Borges, foi galardoado com uma menção honrosa a nível nacional, atribuída pelo Instituto Português para a  Reabilitação.

Muitos parabéns, Cláudia!

 

 

 

Maria Ivone Vairinho

publicado por appoetas às 02:04

Junho 30 2009
Olá amigos especiais
 
ESTE POVO QUE NÓS SOMOS,  é o poema inspirado na minha forma de sentir a Pátria  que  acredito reflete ainda hoje o sentimento de muitos portugueses que não obstante algumas desilusões e sonhos desfeitos continuam a amar genuinamente este nosso cantinho à beira mar plantado e se orgulham de fazer parte deste nobre Povo Lusíada.
Ouça este tema em poema da semana ou aqui neste link:
 
http://www.euclidescavaco.com/Recitas/Este_Povo_Que_Nos_Somos/index.htm 
 
Saudações Lusíadas
Euclides Cavaco
ecosdapoesia@netcabo.pt
 
Venha tomar comigo um cálice de poesia...
Entre por aqui na minha sala de visitas:
www.euclidescavaco.com
publicado por appoetas às 01:30

Junho 30 2009

Não sei o que minh'alma inventa,
Se não inventa é porque sente;
Analfabeta, ela não sabe ler
o texto que nasce em minha mente .
Inevitavelmente , podem crer...
Movo-me repetidamente...
Num sinuoso entardecer.


Um turbilhão de sentimentos,
Tempestuam-me as horas vâs,
Em voos rasantes meus lamentos...
Salpicados do sal das marés...
Esbatem-se, de asas cansadas,
Atravessando mares ...de lés a lés.


E o arremesso de um olhar,
Desenhado na tela deste mar...
Nas arestas da teia, um decifrar...
Sem pejo, vejo-me num grão de areia,
náufrago de um mar revolto.
Num mesmo grão de Esperança volteia...
Retornando ao arenal feliz e impoluto!

 

Cecília Rodrigues

publicado por Cecilia Rodrigues às 00:15
editado por mariaivonevairinho em 29/08/2009 às 19:15

Junho 29 2009

Figueira,
Figueira da foz...
Ès berço que me embala
P'la noite quando cala
A sombra da tua voz...

Figueira,
Beleza que me encanta
E que em nada me espanta
Um tempo que é veloz...

 

Figueira...
Tens ondas q' enfeitiçam
quando na areia espreguiçam
Vontades de amar...

Figueira,
Tua serra é majestade
Quando a vista me invade
A imensidão do mar...

 

E quando...
Eu alimento minh'alma
Junto a toda a tua calma
Ai como   sou feliz...
Percorro tua calçada
P'la natureza abraçada
Com alma de petiz...

 

E tens...
Mistura de serra e mar ...
Tens a gaivota no ar...
E uma suave fragrância

Figueira,
Sob olhares em delírio
Tens efeitos de colírio
De inesquecível estância.


Cecília Rodrigues-2009

publicado por Cecilia Rodrigues às 19:13
editado por mariaivonevairinho em 29/08/2009 às 19:16

Junho 28 2009
Olá amigos ESPECIAIS
 
A FOME é ainda uma TRISTE REALIDADE nos nossos dias.
Este tema inspirou-me este trabalho que compartilho com todos vós.
Ouça-o em poema da semana ou aqui neste link:
 
http://www.euclidescavaco.com/Recitas/Triste_Realidade/index.htm
 
Calorosas saudações
Euclides Cavaco
ecosdapoesia@netcabo.pt
 
Venha tomar comigo um cálice de poesia...
Entre por aqui na minha sala de visitas:
www.euclidescavaco.com
publicado por appoetas às 16:57

Junho 28 2009

 

Ontem sonhei que voava,

Sonhei, sonhei … e voei.

Enquanto meu corpo transportava…

Pra lá do Horizonte …

Onde minh’alma deixei.

 

Inigualável sensação…

Que jamais alguma vez senti;

Flutuei. Levei meu coração…

Para um lugar distante dali.

 

“Ontem sonhei que voava,

Sonhei que estava aqui.

Hoje estou onde não estava…

Estou onde eu sonhava…

Neste torrão onde nasci…”

 

 

Cecília Rodrigues

 

publicado por Cecilia Rodrigues às 15:05
editado por mariaivonevairinho em 29/08/2009 às 19:06

Junho 25 2009

O POETA... ETERNO SONHADOR

Carmo Vasconcelos

 

 

Há um mágico e estranho sortilégio

Nesse  azulado-argênteo que nos banha

Irradiante atmosfera que assanha

Em nós as tentações do amor régio

 

É como se uma inundação alquímica

Alagasse o convés dos nosso íntimo

Tornando tudo o mais como pó ínfimo

Pra além da lua-sonho e sua mímica

 

É ela que desenha a ilusão

Na sombra projectada contra o chão

Dos sonhos ideais que alto esvoaçam

 

Mas recolhida a lua feiticeira

O poeta sonhador o sonho abeira

 Dos áureos raios de sol que já o enlaçam

 

***

Lisboa/Portugal

16/Março/2009

 http://carmovasconcelos.spaces.live.com

 

 

 

 

 

publicado por Carmo Vasconcelos às 05:35
editado por mariaivonevairinho em 29/08/2009 às 19:18

Junho 25 2009

PIEDADE, SENHOR!

Carmo Vasconcelos

 

 

Quando um Poeta nos abandona porque morre

Sabemos que emigrou pra outra dimensão

Su’alma à busca da memorial instrução

No Ciclo Divino que natural ocorre

 

Mas se ele vive e a sua mão jaz como morta

Indiferente à voz que a sua pena cala

Sentimos que amargas dores lhe estão à porta

Outra morte mais negra em vida o avassala

 

Piedade, Senhor! Que nunca assolem o Poeta

Mágoas atrozes, dores cruentas tão fatais

Que ele renegue, mudo, seus dons ancestrais

 

Não permitas, Senhor, seu retiro de asceta

Concede-nos, ao menos, do fel seus delírios

Em versos... Inda que mesclados de martírios


***

Lisboa/Portugal

29 de Abril/08


***

http://carmovasconcelos.spaces.live.com

 

 

 

publicado por Carmo Vasconcelos às 05:35
editado por mariaivonevairinho em 29/08/2009 às 19:16

Junho 24 2009

 

MATAR SAUDADES SEM IR…
Carmo Vasconcelos
 
 
Faz tempo que te não vejo
meu amor não esquecido!
Sei onde estás e é tão perto
basta um passo pra te ver…
Mas inerte o passo certo
do meu ser amolecido
neste querer e não querer
traz lonjura ao meu desejo
 
Porém o meu pensamento
rebelde já se escapou…
Teimoso e impertinente
do meu passo se apartou
e mais célere que o vento
veloz e independente
sem o meu consentimento
fugiu e a ti se abraçou
 
Aquietada no medo
tua lembrança queimando
e o pensamento teimando
na maldade de insistir
em relembrar meu segredo…
Matei saudades sem ir
timoneiro olhando o mar
vendo as gaivotas partir
 
Barco ao cais atracado
ancorado ao seu destino
só com a mente a navegar
o pensamento sem tino...
Vi-me de novo a teu lado
boca a  boca, mão na mão
porém… no mesmo lugar
de pés fincados no chão!
***
Lisboa/Portugal/1996
In E-Book “Despida de Segredos”
http://carmovasconcelos.spaces.live.com
publicado por appoetas às 01:00

Este blogue está aberto aos co-autores e Poetas Amigos de Maria Ivone Vairinho
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17

22
23
26
27



links
pesquisar
 
Tags

11 poemas inéditos de carlos cardoso luí(1)

25 anos app(11)

ada tavares(18)

adriano augusto da costa filho(39)

albertino galvão(11)

albina dias(18)

alfredo martins guedes(2)

ana luísa jesus(4)

ana patacho(3)

anete ferreira(3)

antónio boavida pinheiro(22)

app(5)

armindo fernandes cardoso(3)

bento tiago laneiro(5)

carlos cardoso luís(13)

carlos moreira da silva(2)

carmo vasconcelos(22)

catarina malanho semedo(2)

cecília rodrigues(48)

cláudia borges(8)

dia da mãe(8)

dia da mulher(9)

dia do pai(6)

donzília martins(8)

edite gil(68)

elisa claro vicêncio(4)

euclides cavaco(100)

feliciana maria reis(4)

fernando ramos(20)

fernando reis costa(3)

filipe papança(11)

frances de azevedo(2)

gabriel gonçalves(14)

glória marreiros(20)

graça patrão(6)

helena paz(15)

isabel gouveia(3)

jenny lopes(11)

joão baptista coelho(1)

joão coelho dos santos(7)

joao francisco da silva(4)

joaquim carvalho(3)

joaquim evónio(9)

joaquim sustelo(70)

judite da conceição higino(4)

landa machado(1)

liliana josué(45)

lina céu(5)

luis da mota filipe(7)

manuel carreira rocha(4)

margarida silva(2)

maria amélia carvalho e almeida(6)

maria clotilde moreira(3)

maria emília azevedo(5)

maria emília venda(6)

maria fatima mendonça(2)

maria francília pinheiro(3)

maria ivone vairinho(14)

maria jacinta pereira(3)

maria joão brito de sousa(69)

maria josé fraqueza(5)

maria lourdes rosa alves(4)

maria luisa afonso(4)

maria vitória afonso(8)

mário matta e silva(20)

mavilde lobo costa(22)

milu alves(6)

natal(16)

odete nazário(1)

paulo brito e abreu(6)

pinhal dias(9)

rui pais(8)

santos zoio(2)

sao tome(10)

susana custódio(15)

tito olívio(17)

vanda paz(23)

virginia branco(13)

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO